Benfica

Autarca espanhol volta às acusações contra Sérgio Conceição

A polémica estourou no início da semana, quando o alcaide de Cartaya acusou Sérgio Conceição de o ter agredido e a um árbitro, após a final de um jogo sub-9.

Alegadamente, o treinador portista teria ficado furioso com a arbitragem do jogo do seu filho José e teria interpelado o árbitro e também o referido autarca, que apresentou a acusação.

Entretanto, surgiram imagens, onde se vê o treinador do FC Porto a intercetar o árbitro, junto do filho Moisés, e a tocar-lhe na cara. E depois o referido alcaide a apontar-lhes o caminho da saída, empurrando sucessivamente o filho de Sérgio Conceição.

A defesa do treinador portista apoiou-se nestas imagens para desmentir o autarca espanhol, que voltou à carga. Afinal, não teria sido no relvado o confronto, mas já no interior, no túnel de acesso aos balneários.

“No caminho do túnel para os balneários, ele começou-me a empurrar, não só a mim, mas também à Guarda Civil e a outros técnicos do município de Cartaya, sendo que o ambiente ficou um pouco desagradável. A dupla da Guarda Civil que aqui se encontrava ficou pressionada, tivemos de pedir apoio policial e mais de 20 agentes surgiram, já que vários membros da comitiva do FC Porto saíram em defesa do treinador.

Uma das funcionárias comunicou-me que estas duas pessoas [Sérgio Conceição e Moisés Conceição], que estiveram entre o público durante todo o jogo a insultar o árbitro, saltaram para o relvado e foram em direção ao juiz, com a intenção de o agredir. Isso só não aconteceu porque eu intervi e disse-lhes para saírem do campo. Toquei no filho do Sérgio, que me diz que não sabia com quem estava a falar”, disse Manuel Barroso, em entrevista à TVI.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo