FC Porto

FC Porto inconformado com derrota diante de Arouca e provoca Sporting

O FC Porto intensificou as suas críticas em relação à arbitragem e à atuação do VAR, na sequência da derrota por 3-2 frente ao Arouca. Na sua newsletter Dragões Diário, o clube azul e branco expressou descontentamento, acusando o VAR de atuar consistentemente em seu prejuízo, especialmente em contraste com as decisões tomadas em jogos dos seus rivais diretos.

Na raiz das queixas está um lance aos 57 minutos do jogo contra o Arouca, em que Galeno teria sido alvo de uma “falta clara para penálti”, segundo o FC Porto, que não foi assinalada pelo árbitro de campo nem pelo videoárbitro Luís Ferreira. O clube destaca a repetição deste padrão de atuação do VAR, mencionando outras ocasiões em que intervenções ou a falta delas prejudicaram a equipa, nomeadamente um penálti revertido contra Evanilson e a omissão de uma falta sobre Eustáquio em jogos anteriores.

“Já na semana passada o videoárbitro interveio para reverter mal um penálti assinalado sobre Evanilson. E há poucas semanas, no Bessa, não interveio para dar conta de uma falta sobre Eustáquio. Nos jogos do FC Porto, o vídeo-árbitro só intervém em prejuízo do nosso clube – ao contrário do que acontece quando estão em causa os nossos rivais diretos“, argumenta o clube na sua comunicação.

Esta nova onda de críticas surge num momento delicado para o FC Porto, que se encontra agora a sete pontos de distância tanto do Benfica quanto do Sporting, este último com um jogo a menos, o que complica as aspirações do clube na luta pelo título.

A posição firme do FC Porto contra as arbitragens e a gestão do VAR na Liga NOS reacende o debate sobre a eficácia e a imparcialidade deste sistema tecnológico, introduzido com o objetivo de aumentar a justiça desportiva e minimizar erros de arbitragem. Este incidente e outros semelhantes levantam questões importantes sobre a transparência e a consistência nas decisões arbitrais no futebol português.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo